10_edited_edited_edited.png
9_edited.png
9_edited.png
9_edited.png
10_edited_edited_edited.png
9_edited.png

Controle automatizado de cidades inteligentes

LOGO SPOLIOT-05.png

Smart cities automation control

10_edited_edited_edited.png
9_edited_edited.png
10_edited_edited_edited.png
9_edited.png

O que é?

O Spoliot é um sistema
que permite o controle e o
monitoramento online e em
tempo real do patrimônio de
uma determinada região por
meio de ocorrências registradas
pela sociedade civil ou por
sensores inteligentes.
Interfaces:

Interfaces:

3_edited.png

Dispositivo mobile
Aplicativo onde a sociedade civil
registra ocorrências e acompanha
o mapa da região

5_edited.png

Portal administrativo
Portal onde os Gestores monitoram e gerenciam
o patrimônio e as ocorrências registradas.

Quem utiliza?

Usuários primários:

  • Gestores: responsáveis pela operação do sistema, cadastro de usuários, geração e análise de relatórios. 

  • Operadores: responsáveis pelo monitoramento do mapa, cadastro e manutenção do patrimônio e pela solução das ocorrências sinalizadas no dashboard.

  •  Sociedade civil: usuário final. Registra as ocorrências e utiliza os recursos disponíveis no aplicativo mobile.

Usuários secundários:

Fornecedores (distribuidores de água, luz,
empresas de telefonia, etc)
Prestadores de serviços
Comércio
Serviços públicos (segurança, educação
saúde e infraestrutura)

1_edited.png

Como funciona?

O Gestor cadastra no Spoliot a região a ser mapeada,
bem como os Operadores da sua região.

2_edited.png

O Operador vai a campo e registra, com um qr code, os bens patrimoniais daquela região, tais como postes, jardins, árvores, bueiros, lixeiras, caixas d’água, entre outros.

3_edited.png

A partir daí, os bens cadastrados estarão disponíveis para monitoramento, em tempo real, por meio de um dashboard. Além do monitoramento, os Operadores também poderão agendar a manutenção patrimonial via dashboard.

4_edited.png

A Sociedade Civil, por meio do aplicativo mobile, registra as ocorrências de irregularidades no patrimônio ou incidentes na região, tais como: acidentes, crimes, bueiro entupido, buraco na pista, árvore caída, sinalização danificada, animais silvestres,entre outros.

5_edited.png

Essas ocorrências geram sinalizações de alerta no mapa monitorado pelo Operador, que será acionado para analisá-las e realizar as ações necessárias. Além disso, as ocorrências geram relatórios que auxiliam o Gestor na tomada de decisões e análise estratégica da região monitorada.

Entrada de dados por meio de sensores inteligentes que permitem
intervenções independentes das ocorrências.

O que vem por aí:

IOT

Publicidade:

Acesso a dados demográficos e sociais da população, que permitem a oferta de serviços e produtos de maneira segmentada.

Ocorrências particulares:

Os usuários podem gerar ocorrências de interesses particulares que serão direcionadas automaticamente para os parceiros cadastrados.
 

Ex.: Empresas de gás, jardinagem, mercado, entregas, etc.

7.png
8.png
6.png